> Taguspark

Knowledge City The Best Place To Innovate In Portugal Cidade Do Conhecimento. O Melhor Espaço Para Inovar Em Portugal.

Taguspark is a Science and Technology Park created in 1992 in the Municipality of Oeiras, Portugal, now denominated Knowledge City. It was the first Technological Park in Portugal, and is currently a European reference. Throughout its almost 30 years of existence, it has been the chosen location for several companies to host their businesses. In Knowledge City you will find some of the largest national and international companies in Portugal, such as Novartis, Technoedif, LG, Fresenius, Kabi, Hitachi Vantara, Miniclip, Inosat, Hoya, Jaba Recordati, PHC, Webhelp, Hi-tec, Altice, Truphone, Arthrex, Verizon, ISQ and BCP Millennium, among many others. At Taguspark, the best talents work on developing solutions to respond to contemporary challenges in the fields of health, information technology and engineering, etc.

The Taguspark business community includes 150 companies, 20 of them startups. Over 90% of companies are technology-based. More than 16 thousand people work and attend Taguspark daily.

Located in the heart of Oeiras Valley, it is the ideal space for innovative companies looking for high levels of quality of life at the workplace. Close to nature and simultaneously close to the urban center, in an environment of science and technology, vibrant, innovative, demanding and competitive.

It brings together the essential elements for scientific and technological development that generates innovation and wealth for Portugal and the world: companies, research centers, a university, an incubator for leading startups and the urban art museum (M.A.U. – Museu de Arte Urbana).

The great differentiating element of the park is the interaction between the university, the research centers and the companies. It is the quality of this interface that allows Taguspark, organizations, entrepreneurs and startups to develop marketable solutions, with the ability to export and internationalize. At the same time, the park’s community spirit also sets it apart, with the proximity between the different companies installed here increasing.

Another great advantage of Taguspark is its enviable location between Cascais and Lisbon, with excellent accessibility and 10 minutes from the international airport. Taguspark is very close to the city, but it has a very high and privileged index of green zones and spaces, magnificent views of the sea and the Tagus River, and an air quality substantially more balanced than the urban centers that surround the city.

It also has a set of diversified and complementary services, such as an Incubator with 2000m2, a Congress Center with capacity for large and small events, the prestigious Instituto Superior Técnico and an international school up to secondary education. There are still spaces for restaurants, health and wellness clinics, pharmacy, among other services, which include a traditional market, every Tuesday, already a local reference.

O Taguspark é um Parque de Ciência e Tecnologia criado em 1992 no Concelho de Oeiras, Portugal. Foi o primeiro Parque Tecnológico em Portugal e é atualmente uma referência Europeia. Ao longo dos seus quase 30 anos  de existência, tem sido o local escolhido por diversas empresas para sede dos seus negócios.

Na Cidade do Conhecimento estão instaladas algumas das maiores empresas nacionais e internacionais em Portugal, tais como a Novartis, Technoedif, LG, Fresenius, Kabi, Hitachi Vantara, Miniclip, Inosat, Hoya, Jaba Recordati, PHC, Webhelp, Hi-tec, Altice, Truphone, Arthrex, Verizon, ISQ e BCP Millennium, entre muitas outras. No Taguspark, os melhores talentos trabalham no desenvolvimento de soluções que respondam aos desafios contemporâneos nas áreas da saúde, das tecnologias da informação e de engenharia, entre outras.

No total, a comunidade empresarial do Taguspark conta com 150 empresas, 20 delas startups. Mais de 90% das empresas são de base tecnológica. Diariamente trabalham e frequentam o Taguspark mais de 16 mil pessoas.

Situado no coração de Oeiras Valley, é o espaço ideal para empresas inovadoras que procuram elevados índices de qualidade de vida em local de trabalho. Perto da natureza e simultaneamente perto do centro urbano, num ambiente de ciência e tecnologia, vibrante, inovador, exigente e competitivo. Um ecossistema que torna esta cidade de trabalho única em Portugal.

O Taguspark junta as peças essenciais para o desenvolvimento científico e tecnológico gerador de inovação e riqueza para Portugal e para o mundo: empresas, centros de investigação, uma universidade, uma incubadora de startups de referência e o M.A.U. – Museu de Arte Urbana.

A interação entre a universidade, os centros de investigação e as empresas é o grande elemento diferenciador do parque. É a qualidade deste interface que permite ao Taguspark, às organizações, aos empresários e às startups desenvolver soluções comercializáveis, com capacidade de exportação e internacionalização. Simultaneamente, o espírito comunitário do parque também o diferencia, sendo a proximidade entre as diferentes empresas aqui instaladas cada vez maior.

Outra das grandes vantagens do Taguspark é a sua localização invejável entre Cascais e Lisboa, com excelentes acessibilidades e a 10 minutos do aeroporto internacional. O Taguspark está muito próximo da cidade, mas conta com um índice bastante elevado e privilegiado de zonas e espaços verdes, vistas magníficas para o mar e para o rio Tejo, e uma qualidade do ar substancialmente mais equilibrada do que os centros urbanos que circundam o parque.

Conta ainda com um conjunto de serviços diversificados e complementares, como uma Incubadora com 2000m2, um Centro de Congressos com capacidade para receber grandes e pequenos e eventos, o prestigiado Instituto Superior Técnico e uma escola internacional até ensino secundário. Ainda espaços de restauração, clínicas de saúde e de bem-estar, farmácia, entre outros serviços, nos quais se inclui um mercado tradicional, todas as terças-feiras, que já é uma referência local.

Knowledge City. New positioning

Recently, Taguspark has changed its ethos to become a Knowledge City. This ethos embodies the reality of life in the largest science and technology park in Portugal. Today, Taguspark is much more than a park dedicated to science and technology. It is a vibrant, innovative, competitive, avant-garde and multicultural ecosystem, made by all those who work and visit the park daily. It is a unique work place in Portugal, focused on people, the virtue of civism, art and culture, well-being and happiness. The new signature also underlines what is done at Taguspark, knowledge, and is in line with the Oeiras Valley project, a territory of innovation.

Infrastructure regeneration and modernization Since 2018, Taguspark is undergoing a major transformation, which includes the regeneration and modernization of the infrastructure. An investment in the order of 50 million Euros to reinforce its status as a reference science and technology park in Portugal and in Europe. The project involves the regeneration of the Infrastructures to 21st century levels, namely the Innovation and Technology buildings (eight in total). An investment of 9 million Euros in order to reposition the park in the office rental market. All work is being carried out with the purpose and characteristic associated with a park aimed at science and technology. Also noteworthy is the construction of two new buildings in Taguspark (an investment of around 23 million Euros) to accommodate the Portuguese technology company PHC Software and the multinational Miniclip, which is already in Taguspark and move to new facilities. The project also involves the construction of a four-star hotel from a large international chain.

Most civic park in Europe

Taguspark aims to be a civic reference. To achieve this goal, four pillars were drawn. The first pillar is behavioral and is related to the objective of having zero cigarette butts on the floor, zero papers on the floor, and zero badly parked cars. The second pillar concerns the separation of solid waste. Within the circular economy, there are several initiatives in these areas. An example is the project that is being developed internally with the company ISQ and that consists in the creation of a brick for the civil construction whose raw material is the butts. The third pillar is a longer term objective and concerns the desire to achieve energy independence. 1500 photovoltaic panels have recently been installed, which reduce Taguspark’s energy dependence by around 25%, producing around one gigawatt of clean energy per year. Last but not least, there is the pillar of labor dignity.

Urban art at Taguspark

The artistic and cultural component is increasingly present in Taguspark, where the Urban Art Museum (MAU) project is in full development. MAU is spread throughout the park, from its gardens to the garages, whose walls were painted with graffiti during the Covid-19 pandemic. There we can find several works by Portuguese artists recognized at international level, including Bordalo II, Clo Bourgard, Youthone, Gonçalo Mar, The Caver, Styler and Rethorica Intervention. This itinerary reflects the disruptive, bold and urban spirit that lives in Taguspark and embodies the values that the Knowledge City intends to transmit to the surrounding community. It is an invitation for introspection and reflection on society and the world in which we live.

Cidade do Conhecimento. Novo posicionamento

Recentemente, o Taguspark mudou de assinatura, passando a assumir-se como Cidade do Conhecimento. Este novo posicionamento corporiza a realidade que se vive no maior parque de ciência e tecnologia de Portugal. O Taguspark é hoje muito mais do que um parque dedicado  à ciência e à tecnologia. É um ecossistema vibrante, inovador, competitivo, vanguardista  e multicultural, feito por todos aqueles que trabalham e visitam diariamente o parque. É uma cidade de trabalho única em Portugal, focada nas pessoas, nos valores do civismo, na arte e  na cultura, no bem-estar e na felicidade. A nova assinatura permite ainda sublinhar aquilo que se faz no Taguspark, conhecimento, e está alinhada com o projeto Oeiras Valley, um território de inovação.

Regeneração e modernização do edificado

Desde 2018, o Taguspark está a passar por grandes transformações, que passam pela regeneração e modernização do edificado. Um investimento na ordem dos 50 milhões de Euros para reforçar a sua condição de parque de ciência e tecnologia de referência em Portugal e na Europa. O projeto envolve a regeneração do edificado para níveis do século XXI, nomeadamente dos edifícios Inovação e Tecnologia (8 no total). Um investimento de 9 milhões de Euros com o objetivo de reposicionar parque no mercado de arrendamento de escritórios. Todas as obras estão a ser cumpridas com a finalidade e as características associadas a um parque direcionado para a ciência e tecnologia. Destaque ainda para a construção de dois edifícios de raiz no Taguspark (um investimento de cerca de 23 milhões de Euros) para acolher a tecnológica portuguesa PHC Software e a multinacional Miniclip, que já se encontra no Taguspark e terá assim novas instalações. A intervenção envolve ainda a construção de um hotel quatro estrelas de uma grande cadeia internacional.

Parque mais cívico da Europa

O Taguspark pretende ser uma referência cívica. Para alcançar esse objetivo foram traçados quatro pilares. O primeiro pilar é comportamental e está relacionado com o objetivo de ter zero beatas de cigarros no chão, zero papéis no chão, zero automóveis mal estacionados. O segundo pilar diz respeito à separação de resíduos sólidos. No âmbito da economia circular há várias iniciativas nessas áreas. Um exemplo é o projeto que está a ser desenvolvido internamente com a empresa ISQ e que consiste na criação de um tijolo para a construção civil cuja matéria-prima são as beatas. O terceiro pilar é um objetivo de mais longo prazo e prende–se com a vontade de alcançar a independência energética. Foram recentemente instalados 1500 painéis fotovoltaicos que permitem reduzir em cerca de 25% a dependência energética do Taguspark, produzindo cerca de um gigawatt de energia limpa por ano. Por último, mas não menos importante, surge o pilar da dignidade laboral.

Arte urbana no Taguspark

A componente artística e cultural está cada vez mais presente no Taguspark, onde segue em pleno desenvolvimento o projeto de Museu de Arte Urbana (MAU). O MAU está espalhado por todo o parque, desde os seus jardins até às garagens, cujas paredes foram pintadas de grafiti durante a pandemia Covid-19. São já várias as obras de artistas plásticos portugueses reconhecidos a nível intrenacional, entre os quais Bordalo II, Clo Bourgard, Youthone, Gonçalo Mar, The Caver, Styler e Intervenção Rethorica. Este roteiro reflete o espírito disruptivo, arrojado e urbano que se vive no Taguspark e encarna os valores que a Cidade do Conhecimento pretende transmitir à comunidade envolvente. É um convite à introspeção e à reflexão sobre a sociedade e o mundo em que vivemos.

Taguspark Knowledge City

Submit your Innovation Story

Join and network with a global community of innovators  by sharing your success story with the world.